Por que fazer Pilates?


Ao se deparar com a dúvida sobre qual modalidade de exercícios colocar em prática, você já pode ter se perguntado: "se não emagrece e nem faz minha musculatura 'crescer', por que eu optaria pelo Pilates?" Afinal, hoje em dia parece que o único motivo plausível para a prática de atividade física é o de emagrecer ou ficar musculoso.
Para responder a essa pergunta, vou lhe fazer outra: qual a primeira conduta a ser tomada em relação ao seu carro quando você decide fazer uma viagem? ALINHAMENTO e BALANCEAMENTO, certo? Para não correr o risco de ficar na estrada devido a uma pane, você deixa o carro preparado para longas horas andando, por vezes, subindo e descendo ladeiras, andando por terrenos irregulares, que exigem muito de sua performance. Sem contar a 'bagagem extra' (sobrepeso) que está no porta-malas, desequilibrando e exigindo ainda mais dele.
Com o nosso corpo acontece algo muito parecido; para realizarmos nossas tarefas diárias, nossa corridinha ao final da tarde, a sessão de musculação e até mesmo uma caminhada mais acelerada, é importantíssimo estarmos com nosso corpo preparado para os 'terrenos irregulares' e 'bagagem extra' do dia a dia. As fraquezas musculares, sobrepeso, desvios posturais e articulares podem influenciar, e muito, na incidência de lesões durante o exercício, principalmente se ele for de alto impacto.
E aí é que o Pilates entra! Ele serve, num nível mais básico, para preparar nosso corpo, ele é o alinhamento e balanceamento que precisamos. É a manutenção diária para não te deixar na estrada. Pode investir! ;)


Nenhum comentário:

Postar um comentário